segunda-feira, 23 de abril de 2018

23 de Abril de 1936: É criada a Colónia Penal do Tarrafal, em Cabo Verde

A Colónia Penal do Tarrafal, situada no lugar de Chão Bom do concelho do Tarrafal, na ilha de Santiago(Cabo Verde), foi criada pelo Governo português do Estado Novo ao abrigo do Decreto-Lei n.º 26 539, de 23 de Abril de 1936.
Em 18 de Outubro de 1936 partiram de Lisboa os primeiros 152 detidos, entre os quais se contavam participantes do 18 de Janeiro de 1934 na Marinha Grande  e alguns dos marinheiros que tinham participado na Revolta dos Marinheiros ocorrida a bordo de navios de guerra no Tejo em 8 de Setembro daquele ano de 1936.
O Campo do Tarrafal começou a funcionar a 29 de Outubro de 1936, com a chegada dos primeiros prisioneiros. Pelo terror que inspirou, tornou-se um dos símbolos do sistema judicial do Estado Novo. Era uma das muitas prisões políticas de que o regime se servia para efetivar as suas medidas de repressão, apoiado na polícia política (PIDE). Naquele campo prisional, os detidos eram submetidos a torturas psicológicas e físicas, que podiam levar inclusivamente à morte. Na sua grande maioria, os seus presos não tinham tido direito a julgamento, não havendo qualquer entidade que os defendesse. Mesmo as diretivas emanadas pelo Supremo Tribunal de Justiça não eram aplicadas pela polícia, o que colocava a vida de qualquer preso das cadeias de então numa situação muito precária.
O dia a dia dos presos era regido por uma forte disciplina, sendo quaisquer reivindicações contra as condições existentes refreadas pela "frigideira" (enterrados na areia quente com a cabeça desprotegida face ao sol escaldante) ou a transportar barris de água para depois os partirem, num clima seco e com sedes terríveis). Estes meios de repressão não acabaram com a vida coletiva dentro da prisão, com fortes ligações políticas e ideológicas, como é o caso da Organização Libertária Prisional (1936-1952), de pensamento anarquista, dirigida por Acácio Tomás de Aquino, ou da Organização Comunista Prisional do Tarrafal, que após a amnistia de 1940 regressou ao país para reorganizar o Partido Comunista, cujas estruturas se encontravam sob suspeita de albergar elementos infiltrados.
Tarrafal. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013.
wikipedia (Imagens)
Muro exterior do Campo do Tarrafal
 Ficheiro:TarrafalMuro.JPG
Edifícios das celas colectivas do Campo do Tarrafal

23 de Abril de 1891: Nasce o compositor russo Sergei Prokofiev, em São Petersburgo

Compositor ucraniano, Serghei Sergheievich Prokofiev nasceu em 1891, em Sontsovka, na Ucrânia, e faleceu a 5 de março de 1953. A sua mãe era uma pianista e o seu pai era um engenheiro agrícola relativamente bem sucedido. Desde cedo, o jovem Prokofiev revelou capacidades musicais pouco habituais e, em 1902, quando começou a receber lições privadas de composição, já tinha produzido algumas peças musicais. Ao fim de algum tempo, sentiu que precisaria de mudar-se para expandir os seus horizontes musicais. Apesar de os pais estarem um pouco renitentes em apostar numa carreira musical numa idade tão precoce, partiu para S. Petersburgo, concorrendo para a Academia de Música local. Passou os testes e começou a estudar composição, ainda nesse ano, sendo bastante mais novo do que os seus companheiros de classe. Era visto como um excêntrico arrogante e muitas vezes manifestou o seu desinteresse pelas aulas, classificando-as de aborrecidas. Nesse período, teve aulas com Nikolai Rimsky-Korsakov, estabelecendo relações de amizade com Boris Asafiev e Nikolai Myaskovsky.
Na cena musical de São Petersburgo, apesar da imagem de enfant terrible, a sua música a solo no piano começava a ganhar notoriedade. Em 1909, completou os estudos de composição, com notas medianas. Continuou na Academia, concentrando-se exclusivamente no piano.
O pai faleceu em 1910 e terminou o suporte financeiro dos seus estudos. Felizmente para ele, já tinha conseguido algum reconhecimento como compositor, apesar dos escândalos suscitados pelo vanguardismo da sua música. Por esta altura, compôs os dois primeiros concertos de piano.
Deixou a Academia em 1914, com notas bem melhores no piano. Posteriormente, fez uma viagem a Londres, onde conheceu Serge Diaghilev e Igor Stravinsky.
No decorrer da Primeira Grande Guerra, regressou à Academia com o intuito de estudar órgão. Escreveu uma ópera baseada em O Jogador, de Dostoievsky. Contudo, os ensaios enfrentaram diversos problemas e a estreia, prevista para 1917, foi cancelada pela Revolução de fevereiro. No verão desse ano, compôs a primeira sinfonia, The Classical.
Com as convulsões políticas na Rússia, Prokofiev não encontra condições para o seu trabalho e emigra para os EUA. À chegada a S. Francisco foi imediatamente comparado a outros famosos russos "exilados" (como Rachmaninov). Começou com sucesso, numa atuação a solo em Nova Iorque, conseguindo vários compromissos para o futuro. Foi também contratada a produção da sua nova ópera The Love For Three Oranges, mas o falecimento do maestro adiou a estreia, sublinhando a pouca sorte do compositor nas óperas. O falhanço também lhe custou a carreira a solo, quando se viu a braços com dificuldades financeiras. Partiu para Paris, em 1920, desejando não ter que regressar à Rússia como um falhado.
Em Paris conseguiu retomar o seu trabalho, nomeadamente algumas obras inacabadas. Em 1921, estreou em Chicago a ópera The Love For Three Oranges. A receção foi fraca, levando-o a deixar de novo os EUA. Mudou-se com a mãe para os Alpes Bávaros. Começou a receber convites para retornar à Rússia, mas preferiu manter a aposta na carreira europeia. Em 1923, contraiu matrimónio com a cantora espanhola Lina Llubera, antes de regressar a Paris. Contudo, o acolhimento à sua obra voltou a não ser a esperada. Apenas em 1927 as coisas começaram a melhorar. Alguns concertos na Rússia e a exibição bem sucedida de The Love For Three Oranges, em Leninegrado, pareciam trazer-lhe novos ventos. Duas óperas mais antigas foram também exibidas na Europa. Em 1928, produziu a Terceira Sinfonia, baseada na ópera não-editada The Fiery Angel.
Em 1929 teve um acidente de viação e lesou ligeiramente as mãos, inviabilizando algumas atuações em Moscovo. Quando recuperou voltou aos EUA, aproveitando a onda de sucesso na Europa. Teve êxito.
No final dos anos 30, a sua obra era sucessivamente apresentada na Rússia, ao invés de Paris. Um exemplo disso mesmo foi a peça Lieutenant Kije, creditada como banda sonora de um filme russo. Um outro contrato, do Teatro Kirov, em Leninegrado, foi o bailado Romeu e Julieta, um dos seus trabalhos mais conhecidos.
A mudança definitiva para a Rússia aconteceu em 1936. A atitude oficial do regime perante a música havia mudado: foi criada a União dos Compositores, destinada a seguir o trabalho dos artistas russos. Esta comissão estabeleceu as regras que classificavam as peças musicais como "aceitáveis". Estas regras contribuiram para o isolamento dos compositores russos, cortando-lhes as influências exteriores. Não sendo afetado por isto, Prokofiev voltou-se para as composições para crianças (Three Songs For Children, Pedro e o Lobo, entre outras) e a gigantesca Cantata For The Twentieth Anniversary Of The October Revolution (nunca exibida em público). De novo, teve problemas em estrear uma ópera; a peça Semjon Kotko foi adiada porque o produtor (Meyerhold) foi preso e executado.
Em 1941, Prokofiev sofreu o seu primeiro ataque cardíaco. A degradação da sua saúde foi rápida. Por causa da Segunda Grande Guerra, foi várias vezes forçado a mudar-se, o que levou ao termo do seu casamento com Mira Mendelson (viria a ser presa por espionagem).
A guerra acabaria por servir de inspiração a novo projeto de ópera, War And Peace, trabalho que o ocupou durante dois anos. Além disso, compôs a música do filme Ivan, O Terrível (de Sergei Eisenstein) e um segundo quarteto de cordas. A ópera foi censurada e revista e não chegou a ser exibida. Em 1944, mudou-se para fora de Moscovo para compôr a Quinta Sinfonia, que viria a ser a sua obra mais bem sucedida. A sua saúde degradava-se a cada dia e a sua produtividade diminuiu consideravelmente. Teve ainda tempo para escrever a Sexta Sinfonia e a sua nona (e última) sonata para piano.
O regime começou a apertar-lhe o cerco, classificando a sua música como gravemente formal e potencialmente perigosa para o povo soviético. Os seus últimos projetos de ópera, no Teatro Kirov, foram rapidamente cancelados. Isto, aliado à condição da sua saúde, levou Prokofiev a retirar-se gradualmente. A sua última atuação coincidiu com a estreia da Sétima Sinfonia, em 1952. Acabaria por morrer ironicamente no mesmo dia em que morreu Estaline, vítima de uma hemorragia cerebral.
Fontes: Infopédia
wikipedia (imagens)
Prokofiev em 1918 


Selo marcando o centenário de Prokofiev em 1991

 Pedro e o Lobo

23 de Abril de 1616: Morre William Shakespeare

Poeta e dramaturgo inglês nascido em 1564, em Stratford-Upon-Avon, e falecido no dia 23 de Abril de 1616. O seu aniversário é comemorado a 23 de Abril e sabe-se que foi baptizado a 26 de Abril de 1564. Stratford-Upon-Avon era então uma próspera cidade mercantil, uma das mais importantes do condado de Warwickshire. O seu pai, John Shakespeare, era um comerciante bem sucedido e membro do conselho municipal. A mãe, Mary Arden, pertencia a uma das mais notáveis famílias de Warwickshire. Shakespeare frequentou o liceu de Stratford, onde os filhos dos comerciantes da região aprendiam Grego e Latim e recebiam uma educação apropriada à classe média a que pertenciam. São conhecidos poucos factos da vida de Shakespeare entre a altura em que deixou o liceu e o seu aparecimento em Londres como ator e dramaturgo por volta de 1599. Em 1582 casou com Anne Hathaway, oito anos mais velha do que ele, e o casal teve três filhos: Suzanna (nascida em 1583), e os gémeos Hamnet e Judith (nascidos em 1585). A primeira referência a Shakespeare como ator e dramaturgo encontra-se em A Groatsworth of Wit (1592), um folheto autobiográfico da autoria do dramaturgo londrino Robert Greene, onde o escritor é acusado de plágio. Nesta altura Shakespeare era conhecido em Londres, embora não se saiba com exatidão a data do seu aparecimento na capital. Em virtude do encerramento dos teatros londrinos entre 1592-94, Shakespeare compôs nessa época dois poemas narrativos: Venus and Adonis (publicado em 1593) e The Rape of Lucrece (publicado em 1594). No inverno de 1594 integrou a mais importante companhia de teatro isabelina, The Lord Chamberlain's Men, onde permaneceu até ao final da sua carreira. A companhia deveu à popularidade de Shakespeare o seu lugar privilegiado entre as restantes companhias de teatro até ao encerramento dos teatros pelo Parlamento inglês em 1642. Em 1598 foi inaugurado o Globe Theatre, o teatro da companhia a que Shakespeare se associara, construído pelo ator e empresário Richard Burbage no bairro de Southwark, na margem sul do Tamisa. Depois da ascensão ao trono de Jaime I (em 1603) a companhia The Lord Chamberlain's Men passou para a tutela real, e o seu nome foi alterado para The King's Men. A passagem de Shakespeare pelos palcos associa-se a breves desempenhos: Adam na peça As You Like It e o fantasma (Ghost) em Hamlet. Depois de ter comprado algumas propriedades em Strattford, Shakespeare retirou-se para a sua terra natal em 1610, mantendo todavia o contacto com Londres. O Globe Theatre foi destruído pelo fogo no dia 23 de Junho de 1613, durante uma representação da peça Henry VIII. Além de uma coleção de sonetos e de alguns poemas épicos, Shakespeare escreveu exclusivamente para o teatro. As suas 37 peças dividem-se geralmente em três categorias: comédias, dramas históricos e tragédias. Entre os dramas históricos, género que primeiro cultivou, destacam-se Richard III (Ricardo III), Richard II (Ricardo II) e Henry IV (Henrique IV). Entre as suas comédias contam-se Love's Labour's Lost, The Comedy of Errors, The Taming of the Shrew, a comédia de intenção séria The Merchant of Venice (O Mercador de Veneza), As You Like It (Como Quiserem) e A Midsummer Night's Dream (Um Sonho de Uma Noite de verão). A tragédia não é uma forma que pertença exclusivamente a um determinado período na evolução da obra de Shakespeare. Sob influência de Marlowe, a forma de tragédia se encontrava nas peças que dramatizavam episódios da História inglesa. Em Romeo and Juliet (Romeu e Julieta) e Julius Caesar (Júlio César) Shakespeare combinou a perspectiva histórica com uma interpretação trágica dos conflitos humanos. O período em que Shakespeare escreveu as suas grandes tragédias iniciou-se com Hamlet, escrita entre 1600-1602, a que se seguiram Othelo, Macbeth, King Lear, Anthony and Cleopatra e Coriolanus, todas elas compostas entre 1601 e 1608. Na última fase da carreira de Shakespeare situam-se as peças de tom mais ligeiro: Cymbeline, The Winter's Tale e The Thempest. Parte das obras de Shakespeare foram publicadas durante a vida do autor, por vezes em edições pirateadas, mas em 1623 apareceu a edição "Fólio", compilada por John Heminges e Henry Condell, dois atores que tinham trabalhado com Shakespeare. No século XVIII as peças foram publicadas por Alexander Pope (em 1725 e 1728) e Samuel Johnson (em 1765), mas com o Romantismo se compreendeu a profundidade e extensão do génio de Shakespeare. No século XX reforçou-se a tendência para considerar a obra de Shakespeare integrada nos contextos dramáticos que a suscitaram. Embora em muitos casos seja impossível datar precisamente as peças do autor, uma cronologia aproximada revela a evolução da sua obra:
Antes de 1594: Henry VI; Richard III; Titus Andronicus; Love's Labour's Lost; The Two Gentlemen of Verona; The Comedy of Errors; The Taming of The Shrew. Entre 1594-1597: Romeo and Juliet; A Midsummer Night's Dream; Richard II; King John; The Merchant of Venice. Entre 1597-1600: Henry IV; Henry V; Much Ado About Nothing; Merry Wives of Windsor; As You Like It; Julius Caeser; Troilus and Cressida. Entre 1601-1608: Hamlet; Twelfth Night; Measure for Measure; Alls Well That Ends Well; Othello; King Lear; Macbeth; Timon of Athens; Anthony and Cleopatra; Coriolanus. Depois de 1608: Pericles; Cymbeline; The Winter's Tale; The Tempest; Henry VIII. Poemas (datas desconhecidas): Venus and Adonis; The Rape of Lucrece; Sonnets; The Phoenix and The Turtle.
William Shakespeare. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013.
Wikipedia (Imagens)




File:CHANDOS3.jpg
O Retrato de Chandos; pintura atribuída a John Taylor e com autenticidade desconhecida. National Portrait Gallery, London.

File:Cobbe portrait 2009-03-09.jpg
 Shakespeare - o Retrato conhecido como Cobbe 


23 de Abril de 1616: Morre o escritor espanhol Miguel de Cervantes Saavedra,autor de "A Vida Aventurosa do Engenhoso Fidalgo D. Quixote de la Mancha"

Romancista, dramaturgo e poeta espanhol. Foi o criador de D. Quixote (1605) e é considerado uma das figuras mais importantes da literatura espanhola. Nasceu em 1547, em Alcalá de Henares, Espanha, e morreu em 1616, em Madrid. Depois de ter estudado em Madrid, Cervantes partiu para a Itália e tornou-se soldado. Participou na batalha marítima de Lepanto, em 1571, na qual perdeu o uso da mão direita. Passadas muitas aventuras, incluindo cinco anos de captura nas mãos dos turcos, regressou a Espanha, em 1580. Em 1585 escreveu La Galatea , o seu primeiro livro de ficção, no novo estilo elegante da novela pastoral. Com a ajuda de um pequeno círculo de amigos, que incluía Luis Gálvez de Montalvo, o livro deu a conhecer Cervantes a um público sofisticado. As últimas edições em espanhol surgiram em Lisboa, em 1590, e em Paris, em 1611. Na mesma altura, durante a "idade de ouro" do teatro espanhol, também se dedicou ao drama. Em 1585 foi contratado para escrever peças para Gaspar de Porras. A que mais se destacou foi La Confusa , considerada por Cervantes a melhor que alguma vez criou. Escreveu cerca de vinte ou trinta peças teatrais, mas apenas duas sobreviveram: El Trato de Argel e La Numancia . Seguiu-se uma pausa na sua carreira literária. Depois de falhar como dramaturgo e de verificar que não conseguiria viver apenas da literatura,tornou-se comissário de aprovisionamento da Armada Invencível, em 1587. Em 1604 Cervantes vendeu os direitos da primeira parte da novela El ingenioso hidalgo Don Quixote de la Mancha . Em janeiro do ano seguinte, a obra foi publicada e tornou-se um sucesso imediato. Em agosto do mesmo ano, foram realizadas várias edições: duas em Madrid, duas em Lisboa e uma em Valência. Num curto espaço de tempo, o nome de Miguel de Cervantes passou a ser tão conhecido em Inglaterra, em França e em Itália, como em Espanha.Em 1613 foram publicadas doze pequenas histórias, à maneira italiana, as Novelas Ejemplares , cujo prólogo continha a única imagem autênticado autor. No mesmo prólogo, Cervantes reivindica-se como o primeiro a escrever novelas originais em castelhano. Em 1614 foi publicado a Viagedel Parnaso , com o objetivo de glorificar um grande número de poetas contemporâneos e satirizar outros. É um longo poema alegórico, de escárnio mitológico e escrito em forma satírica, com um pós-escrito em prosa. Em 1615, depois de perder todas as esperanças de ver as suas peças em palco, oito delas foram publicadas em conjunto com oito interlúdios cómicos, com o título de Ocho Comedias y Ocho Entremeses Nuevos . Posteriormente, esta obra foi reconhecida como uma das melhores do género. Em 1615 Alonso Fernández de Avellaneda, admirador de Lope de Vega, publicou, em Tarragona, a Segunda parte del ingenioso Cavallero Don Quixote de la Mancha . No prólogo, Avellaneda insultou Cervantes que, como era esperado, lhe respondeu de uma forma mais comedida. Em 1616 a obra foi publicada em Bruxelas e em Veneza e, um ano depois, em Lisboa. A grande maioria das pessoas consideram esta segunda parte mais rica e mais profunda do que a primeira. Nos últimos anos de vida, Cervantes trabalhou em várias obras, tais como Bernardo , o nome lendário de um herói épico espanhol; Semanas del Jardín , uma coleção de fábulas; e a continuação de La Galatea . A única publicada postumamente foi Los Trabajos de Pérsiles y Segismunda ,história setentrional, em 1617. Nessa obra, Cervantes procurou renovar os romances heroicos de aventura e de amor, à maneira de Aethiopica deHeliodorus . Explorou, assim, o potencial mítico e simbólico do romance. Na dedicatória, escrita três dias antes de morrer, Cervantes despediu-se comovidamente, dizendo-se "com um no estribo". Miguel de Cervantes morreu em 1616, possivelmente vítima de hidropisia, de arteriosclerose ou de diabetes, parecendo ter alcançado uma serenidade final de espírito.
Miguel de Cervantes Saavedra. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012. 
wikipedia (Imagens)


Ficheiro:Cervantes Jáuregui.jpg


Retrato de Miguel de Cervantes atribuído a Juan de Jáuregui (c. 1600)

File:El ingenioso hidalgo don Quijote de la Mancha.jpg
Primeira edição de D. Quixote, 1605
File:Honoré Daumier 017 (Don Quixote).jpg
Ilustração de D. Quixote - Honoré Daumier